13 outubro 2009

ADVERTÊNCIA SOBRE OS MAUS PASTORES NESTES ÚLTIMOS DIAS.

Escrevi este artigo devido à crescente apostasia que tenho visto e experimentado nestes últimos dias que antecedem o retorno do Senhor Jesus. Já vi uma quantidade suficiente de pastores que são maus mordomos e servos inúteis de Deus. Este artigo é uma advertência e um encorajamento a todos os que se chamam cristãos. Imprima e distribua livremente para as pessoas que possam se beneficiar com estas observações.



Deixe-me dizer logo de início que não creio que todas as igrejas sejam corruptas e que os cristãos devam viver enfurnados em suas casas. Acredito que devemos nos reunir regularmente com os outros cristãos, participando de um uma igreja fundamentada na Bíblia e que reverencie a Deus. O fato é que as igrejas fundamentadas na Bíblia e onde há reverência ao nome de Deus estão se tornando cada vez mais raras nestes últimos dias. Muitos 'pastores' esqueceram-se de Deus e da sã doutrina e levam suas igrejas às falsas doutrinas e a uma grande contemporização. Conseqüentemente, está ficando cada vez mais difícil para uma família encontrar uma igreja que reverencie a Deus, onde todos possam amadurecer e crescer em Cristo.


A Bíblia diz claramente que haverá uma grande apostasia nos últimos dias. Não haverá um grande reavivamento, como alguns lobos estão anunciando, mas, ao contrário, apostasia, a rejeição e o afastamento da sã doutrina bíblica. Eis o que diz a Bíblia:


"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." [2 Tessalonicenses 2:3].


O verso referido diz que chegará um tempo nos últimos dias quando os fundamentos da doutrina cristã serão contemporizados e derribados pela aceitação do erro e da heresia. Os homens esquecerão o ensino bíblico sadio. Bem, estamos atualmente vivendo nesses dias! Estamos vivendo em dias de uma terrível apostasia da sã doutrina bíblica e dos valores de Deus. Adivinhe quem está liderando essa tendência para a apostasia. São os pastores que contemporizaram na fé e que realmente não estão nem aí. Eles rejeitaram a sã doutrina e estão desejosos de agradar e de alcançar a aprovação dos homens. Não são como os bereanos, que diligentemente examinaram as Escrituras e que procuraram agradar a Deus.




Infelizmente, pastores maus, que contemporizam na doutrina, estão na liderança de muitas igrejas. Esses 'pastores' procuram agradar aos homens e nem querem saber se estão caminhando em obediência a Deus e à firmeza de sua palavra, a Bíblia. Participando como membros dessas igrejas, estão todos os tipos de pessoas que rejeitam a sã doutrina bíblica. A Bíblia adverte:




"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas." [2 Timóteo 4:3-4].


Estamos atualmente vivendo nesses dias quando os homens rejeitarão a são doutrina. Não somente muitos que chamam a si mesmos de 'cristãos' rejeitam a sã doutrina, mas também muitos que se atrevem chamar a si mesmos de 'pastor'. Esses maus pastores causam grandes danos à igreja e já feriram muitas pessoas do povo de Deus. Os pastores têm poder; podem levar o povo mais para perto de Deus e torná-lo mais forte, ou podem fazer o contrário. Aqui está um versículo que ilustra esse fato:




"E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões." [Mateus 21:13].


Esse verso tem um significado real nestes dias, à luz da crescente tendência à apostasia. Deus não quer que seu templo seja um covil de ladrões; quer que seja um lugar santo, ao qual as pessoas possam vir e humildemente adorar a Deus. Entretanto, os líderes religiosos o transformaram em outra coisa. O versículo diz, "vós a tendes convertido" referindo-se ao fato que os líderes religiosos permitiram que o templo deixasse de ser uma casa de oração para se tornar um covil de ladrões. Deus também atribui a responsabilidade por essa mudança aos líderes religiosos, que deveriam ter mais discernimento.


Esse verso tem uma aplicação muito importante para hoje! Poucos pastores encaram seu trabalho com seriedade. A maioria está preocupada em buscar os louvores dos homens, jactando-se dos 'grandes números' obtidos no último domingo, e outros estão enriquecendo e vivendo como 'filhos do Rei'.


Vejamos algumas das coisas que alguns homens que chamam a si mesmos de 'pastor' estão fazendo nestes últimos dias de grande apostasia:


Alguns Pastores a Evitar


- Promotores de concertos de música Rock na igreja e serviços 'contemporâneos'. Para eles, o único modo de alcançar os jovens é dar-lhes o que querem. Afinal, o objetivo é fazê-los entrar pelas portas da igreja e, depois disso, talvez alguma 'mágica' aconteça. Pode ser que entre uma canção de música Rock e outra alguns jovens 'aceitem' a Jesus como Salvador. No entanto, o objetivo primordial é fazer com que venham à igreja. Assim, essa 'variedade' moderna de pastores está iniciando serviços/concertos de Rock contemporâneo para atrair a juventude. Obviamente, a pregação da Bíblia não é mais considerada suficiente. Se o bom e fora de moda ensino bíblico expositivo não funciona mais, então vamos usar a música Rock. Além disso, é menos trabalhoso contratar uma banda de Rock do que passar várias horas preparando um bom estudo bíblico! Estou sugerindo que esses pastores sejam preguiçosos? Sim, estou! Estão longe de Deus, não têm fé na Palavra de Deus e não têm discernimento algum. Raciocinam tolamente que a mocidade não quer a Bíblia (como também o pessoal mais velho)... o que querem é a música Rock. Portanto, vamos lhes dar o que desejam e, pelo menos assim, virão à igreja! Esses pastores são inúteis e serão julgados com severidade por Deus!


- Em seguida, temos os pastores ecumênicos. Eles raciocinam que a unidade e o amor sejam as coisas mais importantes na caminhada cristã. Assim, preocupam-se em quebrar as 'barreiras' e em 'dialogar' com as outras fés. Suas igrejas participam ativamente de movimentos como Promise Keepers, e querem se aproximar da Igreja Católica Romana e de outros grupos religiosos que são 'cristãos' apenas no nome. Os Promise Keepers estão muito próximos de se unirem ao catolicismo e ao mormonismo e de chamar os membros dessas igrejas de 'irmãos' salvos. Em vez de levar as almas perdidas para fora dos erros do catolicismo, o objetivo dos Promise Keepers é a união, sem consideração pela sã doutrina. Muitas igrejas e 'pastores' aderiram a esse movimento ecumênico. Esses pastores pensam que é ótimo ver 30 ou 40 mil homens 'cristãos' de todas as fés reunidos nos encontros dos Promise Keepers. Se eles são católicos ou mórmons, não importa; afinal, todos cremos no mesmo Jesus... é o que raciocinam. Esses 'pastores' ignoram as advertências sobre as falsas doutrinas e só pensam em união. Não querem saber que o catolicismo seja um sistema baseado em sacramentos e em boas obras em que as pessoas ganham o direito de ir ao céu aqui na terra (após pagarem seus pecados no purgatório). Ignoram todas as advertências e acham que aqueles que são contrários, têm mentalidade estreita, gostam de julgar os outros e não têm amor. O único problema é que estão se unindo com homens perdidos que estão ligados à instituições religiosas que são cristãs apenas no nome. Esses homens deveriam estar testemunhando para aquelas almas perdidas em vez de ter um encontro ecumênico de oração. No entanto, eles nem querem saber o que Deus pensa. Não querem saber que são maus mordomos diante de Deus e estão contemporizando grandemente na fé. Preferem ter o louvor dos homens do que o louvor de Deus por serem bons mordomos. Deixe-me dizer algo que deve ser lembrado: Não pode haver unidade fora da sã doutrina. A unidade fora da doutrina é perigosa e enganosa.


- Pastores que emitem vozes de animais e que se baseiam na experiência. Esses homens baseiam-se mais nas experiências do que na Bíblia. Como não são bereanos e não estão firmados na Palavra de Deus, estão totalmente abertos à enganação demoníaca. Para esses pastores, as 'experiências' têm maior peso que as Escrituras. Seguem os mestres da prosperidade que ensinam a 'nomear e reivindicar'. A experiência é a força propulsora porque não acreditam que o Espírito Santo permitirá que Satanás os engane. Se têm uma experiência, imediatamente dizem que é de Deus, e não fazem nada para discernir. Portanto, quando as pessoas desmaiam na igreja, ou riem descontroladamente, ou latem como cachorros, ou rugem como leões, esses pastores acham que todas essas manifestações são de Deus. Não examinam a Bíblia para ver o que ela diz e, na verdade, não estão mesmo interessados naquilo que diz! Na verdade, esses pastores ficam bravos quando alguém se atreve a adverti-los sobre todas as 'maravilhosas' experiências que ocorrem em suas congregações (como os risos convulsivos, os latidos, rugidos, etc.) A Bíblia só é boa quando não contradiz suas experiências e 'visões' do Senhor. Essas experiências são consideradas de autoridade igual ou superior à da Bíblia. Ser uma pessoa baseada em experiências é estar aberto à enganação. A Bíblia é a âncora da alma... não nossas experiências do dia a dia. Nossas experiências vêm e vão mas a Palavra de Deus é uma base sólida.


- Pastores réprobos. É a pior variedade possível; esses homens estão na parte inferior do amontoado de estrume. Entregam-se ao mal e à falsa doutrina. Envolvem-se em relacionamentos com as mulheres da igreja e ensinam ou pregam falsas doutrinas. Os pastores réprobos também rejeitam a sã doutrina. Muitos não crêem na doutrina da Trindade, na salvação pela fé e sem a necessidade de obras, na inspiração das Escrituras, no nascimento virginal de Jesus Cristo, e em outros fundamentos da fé cristã. Também não vêem nada de errado com os sodomitas e alguns na verdade até oficiam casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Esses pastores dão muita importância aos direitos humanos e às coisas mundanas, mas são muito levianos com a Bíblia.


- Pastores que pregam sobre prosperidade. Alguns desses 'pastores' ensinam que Deus quer que todos os seus filhos sejam ricos e que uma pessoa somente adoece por falta de fé. São mundanos e extremamente interessados nos prazeres terreais. Observe-os enquanto falam e conte o número de anéis que têm nos dedos ao pedirem ofertas e dízimos para seus ministérios. Muitos têm um salário altíssimo. Por favor, não me entenda mal. Não há nada de errado em um pastor receber um salário adequado. No entanto, quando o pastor torna-se milionário e vive em uma grande mansão com as ofertas recebidas do seu 'rebanho', então é realmente um lobo mercenário interessado apenas em ganhar muito dinheiro.






Zabotto...Ms.














Reações:

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2012 - Uma mensagem de esperança