25 abril 2010

Perigos do esqualeno Adjuvante da Vacina para a gripe A

Ao contrário das mentiras que nossa Ministra da Saúde propaga ao dizer que o esqualeno é seguro e não existem indicações de que seja maléfico, vários cientistas e estudos discordam dessa afirmação leviana.


O Que o Esqualeno Faz aos Ratos

Vacinas com adjuvantes á base de óleo como o esqualeno (squalene) ficou provado que geram uma contínua e concentrada resposta imunitária por longos períodos de tempo.

Um estudo de 2000 publicado no American Journal of Pathology demonstrou que uma única injecção do adjuvante esqualeno em ratos despoletou artrite reumatóide.

Os investigadores concluiram o estudo levantando questões acerca do papel dos adjuvantes nas doenças crónicas inflamatórias.

O que o esqualeno faz aos humanos

O sistema imunitário reconhece o esqualeno como uma molécula de óleo nativa do organismo. Encontra-se no sistema nervoso e no cérebro. De facto, podemos consumir esqualeno no azeite de azeitona e não só o sistema imunitário o irá reconhecer como iremos beneficiar de suas propriedades anti-oxidantes.

A diferença entre "bom" e "mau" esqualeno está na forma que entra no organismo. Injecção é uma forma anormal via de entrada que incita o sistema imunitário a atacar todo o esqualeno do organismo e não apenas o adjuvante esqualeno das vacinas. O sistema imunitário irá tentar destruir a molécula onde quer que ela se encontre, incluindo em lugares onde ela ocorre naturalmente, e onde é vital para a saúde do sistema nervoso.

Um estudo conduzido em Tulane Medical School e publicado em Fevereiro de 2000 no Experimental Molecular Pathology incluem estas estatísticas assombrosas:

"... a maioria substancial (95%) de pacientes com "Gulf War Sindrome" (GWS) tinham anti-corpos ao esqualeno. Todos (100%) pacientes com GWS imunizados para o serviço em Desert Shield/Desert Storm que não foram colocados, mas tiveram os mesmos sinais e sintomas daqueles que foram colocados, tinham anticorpos ao esqualeno.
Em contraste, nenhum (0%) dos colocados veteranos do Persian Gulf que não mostravam sinais nem sintomas de GWS tinha anticorpos ao esqualeno.
Nem pacientes com doença auto-imune idiopática nem controles de saúde tinham serum anticorpos ao esqualeno detectáveis. A maioria dos sintomáticos pacientes com GWS tinham anticorpos ao esqualeno."

De acordo com a Dra. Viera Scheibner, Ph.D., uma cientista investigadora de topo para o Governo da Austrália:

"...este adjuvante (esqualeno) contribuiu para a cascata de reacções chamada de Síndrome da Guerra do Golfo documentada em soldados envolvidos na guerra do golfo.

Os sintomas que desenvolveram incluem arthritis, fibromyalgia, lymphadenopathy, rashes, photosensitive rashes, malar rashes, chronic fatigue, chronic headaches, abnormal body hair loss, non-healing skin lesions, aphthous ulcers, dizziness, weakness, memory loss, seizures, mood changes, neuropsychiatric problems, anti-thyroid effects, anaemia, elevated ESR (erythrocyte sedimentation rate), systemic lupus erythematosus, multiple sclerosis, ALS (amyotrophic lateral sclerosis), Raynaud’s phenomenon, Sjorgren’s syndrome, chronic diarrhoea, night sweats and low-grade fevers.


Fontes: Squalene: The Swine Flu Vaccine’s Dirty Little Secret Exposed

Reações:

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2012 - Uma mensagem de esperança