22 abril 2013

Desta vez a casa parece vir abaixo.....



O radialista Glenn Beck, alertou que o governo Obama tem até Segunda-feira, Abril 22, para vir a publico falar sobre o  bombardeio em Boston , ou ele promete "expor" o que está sendo escondido do público americano.
Glen Beck deixa um aviso: Eu não estou blefando!

Traduzido por Sutil Tremt

Tradução resumida das palavras de Glen Beck
"Eu pensei que tinha visto e ouvido tudo. Eu não confio no meu governo ", disse Beck lamentou. "Oh, não. Não, não. Não
. Eles têm até segunda-feira.
O que está Glen Beck ameaçando expor? Aparentemente, ele tem algo a ver com Abdul Rahman Ali Alharbi, de nacionalidade saudita inicialmente interrogado pela polícia após o bombardeio.
"Deixe-me apenas dizer isso para aqueles com os mais altos escalões do governo", entoou Beck. "Nós sabemos quem é esse saudita. E é no seu melhor interesse e do interesse de integridade e confiança para o povo dos Estados Unidos da América – Portanto é melhor que venha de você, não provenientes de uma organização de notícias.
É melhor vindo de você. Você tem até segunda-feira. Nós temos informações sobre quem é este homem. ... Sabemos que ele é muito mau, mau, mau homem. "
Beck alegou ter informações que vazaram a ele por "patriotas", em diversos escritórios e agências, confirmando que o governo sabe mais sobre Alharbi que foi relatado e é, ao contrário de relatos da mídia, a ser deportados por razões de "segurança nacional".
"Os documentos foram trazidos à nossa atenção no The Blaze, e esses documentos indicam que esse cara está previsto ser deportado na próxima terça-feira, devido a questões relacionadas com a segurança nacional", disse Beck. "O documento continua a dizer que o indivíduo está ligado ao bombardeio de Boston. Isso é o que o documento federal, diz.
"Esta é a mesma pessoa que estávamos inicialmente dizendo que era uma pessoa de interesse", Beck continuou. "Este foi o saudita no hospital. Seu apartamento estava em Revere, Massachusetts Ele foi invadido. Os artigos foram removidos. E, em seguida, foi-nos dito que ele era apenas uma possível testemunha. E então finalmente fomos informados pelas autoridades que não tinha nada a ver com o ataque, na verdade, ele não era uma testemunha do crime. ... No entanto, os documentos dizem que ele está sendo deportado voluntariamente sob a acusação de terrorismo ligados ao bombardeio em Boston. "
Beck insistiu que a sua informação veio de "vários - Eu não posso falaro que tenho em ambas as mãos - de várias fontes, que são bravos, valentes, americanos patriotas que trabalham em todos os setores em todos os níveis desta administração, que em contato com a chama de uma forma ou outro e disse: 'Socorro, socorro, socorro. "Há vários americanos dedicados na comunidade a aplicação da lei [que] decidiu que não poderia ficar de braços cruzados e deixar que a verdade seja varrida para debaixo do tapete."
Desde que o nome de Alharbi foi tornado público, houve uma enxurrada de relatos confusos sobre o seu passado e seu status de imigração. Alharbi é agora amplamente relatado para ser apenas uma pessoa ferida no bombardeio e rotineiramente questionada pela polícia, enquanto outro saudita, identificado como Noura Al-Ajaji, foi igualmente relatado que era apenas um espectador ferido. A embaixada saudita em Washington, disse Alharbi não está mais sob detenção e não é um suspeito nas explosões.
Forbes, além disso, informou que há um cidadão saudita que foi levado em custódia pela Imigração e Fiscalização Aduaneira dos EUA na semana passada e está sendo realizada a sua deportação, devido estar no país com um visto expirado. No entanto, a Segurança Interna disse que o indivíduo que está sendo deportado não tem nada a ver com a "pessoa de interesse" Alharbi, amplamente divulgado nas primeiras horas após o ataque.
No entanto, WND informou que Steve Emerson do Projeto de Investigação sobre o Terrorismo disse à Fox News Sean Hannity que Alharbi era a "pessoa de interesse" original em conexão com o bombardeio e vai ser deportado.
Reuters informou ainda o presidente Barack Obama se reuniu com o ministro das Relações Exteriores saudita, príncipe Saud al-Faisal, na semana passada, observando que "a reunião não estava na agenda pública de Obama."
Após essa reunião, foi mencionado, Emerson disse Hannity, "Isso é muito interessante, pois esta é a forma como as coisas são feitas com a Arábia Saudita. Você não prende seus cidadãos. Você deportá-os, porque eles não querem que eles sejam envergonhados, e essa é a nossa forma de apaziguá-los. "
WND também informou um jornal da Arábia Saudita alegando que a primeira-dama Michelle Obama visitou Alharbi enquanto no hospital.
WND, de fato, tem estado na vanguarda de relatar notícias sobre a ligação do atentado às nações árabes, incluindo histórias sobre o seguinte:
Noticiou a detenção de jihadistas no Paquistão e no Afeganistão, em conexão com o bombardeio em Boston
Possíveis conexões entre Alharbi e um clan saudita da Al-Qaeda
Advertências mesmo antes dos atentados que o Irã estava trabalhando com agentes da Al-Qaeda dentro os EUA
Fontes de dentro dos serviços de inteligência iranianos que reivindicam, o regime islâmico tinha ligações com os atentados de Boston.
Beck insiste, apesar de relatórios para a propagação contrária através dos meios de comunicação, que ele tem a colher real sobre Alharbi.
"Depois de uma série de tentativas dos meios de comunicação nos desacreditando, recebemos outro telefonema de um outro cidadão patriótico em nosso governo, este a partir de um assessor parlamentar de alta patente, que nos disse que a ordem de deportação que tínhamos apenas informou sobre acabara de ser solicitado e entregue a seu chefe ", disse Beck. "Ele pediu anonimato para proteger aqueles que tinham secretamente o relatório, mas passou a ler-nos o documento de oito páginas, que confirmou todos os detalhes já relatados."
Do misterioso "saudita", frequentemente identificado como Alharbi, Beck ponderou: "Quem é ele, eu me pergunto? Por que alguém ligado aos atentados deve ser deportado? Se ele está envolvido, ele não deveria ser processado? Se ele é uma testemunha, por que você não quer que ele testemunhe? Por que permitir que alguém que estava lá durante o bombardeio deve ser deportado? Por que ele foi embora? E por que não tem ninguém na mídia que se interessou em saber? Por que eles estão em silêncio?
"The Blaze está interessada", disse Beck. "E a chama não vai apagar. Nós Não vamos calar a boca. Nós não seremos intimidados. Nós trabalhamos duro para descobrir quem ele é, a quem ele está ligado e por que parece ser oferecido a ele um bilhete para a liberdade, embora ele tenha sido identificado como uma ameaça à segurança nacional. Não acredita em mim? Não acredite em mim. Seis deputados têm verificado ".
Leia mais em

Reações:

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2012 - Uma mensagem de esperança