05 outubro 2010

SINDROME DE PINÓQUIO!

Infelizmente, há um tempo atrás, um mover, que eu creio que era de Deus no início, perdeu todo seu foco. O que era pra ser uma real adoração extravagante se tornou em algo bem banal. O que era um mover que podia ter transformado uma geração acabou se tornando mais um entretenimento para ela. Pode ter sido toda a fama que acompanharam as suas estrelas, pode ter sido todo o dinheiro que começou a ser gerado ao seu redor, ou pode ter sido um povo preguiçoso que preferiu ligar seus aparelhos de som ao invés de ler a bíblia; não sei mesmo. Mas uma coisa que é meio óbvia é que esse mover acabou gerando fruto podre.

O que começou com a intenção de levar o povo a ter mais intimidade com seu Rei, acabou os distanciando. Porque Deus não agüentou tantas mentiras sendo cantadas na Sua direção e, no fim, acabou estragando totalmente o seu potencial. Ao invés de dar seu dinheiro a missionários, eles compraram CD’s. E aqueles que venderam os CD’s compraram casas maiores e carros mais caros. Ao invés de fazer o que o Rei pediu, eles procuravam conferências. Eles se viciaram no sentimento emocional que foi gerado no local e, por falta de poder reproduzir as mesmas emoções em casa, ainda com o CD que custou R$ 25,00, eles procuravam a próxima conferência ou escola para poder receber mais uma dose. Ao invés de dar ouvidos aos seus profetas, eles cantaram mais alto ainda. E, assim, uma geração com muito potencial foi levada a ser uma geração burra.

 É exatamente como aconteceu na história de Pinóquio. Um dia Pinóquio matou aula com alguns dos seus amigos e foram até “A Ilha do Prazer”; um lugar onde meninos vão porque querem, com a promessa de diversão e aventura, mas nunca porque são obrigados. É um lugar onde todos os meninos podem fazer o que querem: fumar, beber, brigar, todas as coisas que meninos não devem fazer. Só que chega um ponto na história em que todos o  meninos malvados se transformam em burros para nunca mais ser meninos  somente animais de trabalho.

Tinham coisas que nós devíamos ter feito, pessoas a serem alcançadas, vidas a serem mudadas, mas isso não parecia ser mais interessante do que passar o dia inteiro “buscando a Deus”. Sem trabalho, sem responsabilidade, sem desejo por nada mais do que o próximo trago de Deus. E assim entrou um dos maiores moveres da história da igreja brasileira e saiu Deus.

Reações:

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2012 - Uma mensagem de esperança